terça-feira, 21 de junho de 2011

A solenidade de Corpus Christi


O nome Corpus Christi vem do latim e significa Corpo de Cristo. A Igreja celebra solenemente o mistério da Eucaristia - o sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo na quinta-feira, após a solenidade da Santíssima Trindade.   
                                               
A motivação litúrgica para tal festa é o louvor merecido à eucaristia, fonte da vida da Igreja. Desde o princípio de sua história, a Igreja tem um zelo especial pela eucaristia, pois reconhece neste sinal sacramental o próprio Jesus, que continua presente, vivo e atuante em meio às comunidades cristãs. “O que come a minha carne e bebe o meu sangue, tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Porque a minha carne é verdadeiramente comida e o meu sangue é verdadeiramente bebida. O que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. O que come deste pão viverá eternamente” (Cf. Jo 6, 55 - 59).

Celebrar Corpus Christi significa fazer um solene memória da entrega que Jesus fez da sua própria carne e seu sangue, para a vida da Igreja, e comprometer-nos com a missão de levar esta Boa Nova para todas as pessoas. A festa de Corpus Christi quer ser uma manifestação pública de fé na Eucaristia. Por isso o costume de se fazer a procissão pelas ruas da cidade.


A Origem
A origem da festa deu-se por um fato extraordinário ocorrido ao ano de 1247, na Diocese  de Liége, na Bélgica. A freira Juliana de Carmillon, teria tido visões de um astro semelhante à lua, totalmente brilhante, porém com uma incisão escura. O próprio Jesus Cristo revelou-lhe que a lua significava a Igreja, a sua claridade as festas e, a mancha a ausência de uma data dedicada ao Corpo de Cristo. 
Santa Juliana levou o caso ao bispo local que, em 1258, acabou instituindo a festa em sua Diocese. Seja por coincidência ou por providência divina, o bispo de Juliana, alguns anos mais tarde, tornou-se o Papa Urbano IV, que em 1264, através da Bula Papal "Trasnsiturus de hoc mundo", estendeu a festa de Corpus Christi para toda a Igreja. Urbano IV pediu a Santo Tomás de Aquino que preparasse as leituras e textos litúrgicos dessa festa, como o hino Lauda Sion Salvatorem (Louva, ó Sião, o Salvador) que, até hoje, são usados na liturgia do dia.

A celebração
A celebração de Corpus Christi consta de missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. A procissão com a Hóstia consagrada conduzida em um ostensório é datada de 1274 e lembra a caminhada do povo de Deus peregrino em busca da Terra Prometida. No Antigo Testamento esse povo foi alimentado com maná, no deserto. Hoje, ele é alimentado com o próprio corpo de Cristo.

O Concílio de Trento (1545-1563) vai insistir na exposição pública da Eucaristia, tornando obrigatória a procissão pelas ruas da cidade. Este gesto, além de ser uma forma de se manifestar publicamente a fé no Cristo Eucarístico, era também uma forma de lutar contra a tese protestante, que negava a presença real de Cristo na hóstia consagrada.

No Brasil, a festa foi instituída em 1961. O costume de enfeitar as ruas com tapetes de serragem, flores e outros materiais, formando um mosaico multicor, originou-se em Ouro Preto - Minas Gerais e a prática foi adotada em diversas dioceses do território nacional.

A devoção à Eucaristia
Precisamos destacar que muito mais do que uma festa litúrgica, a Solenidade de Corpus Christi assume um caráter devocional popular. O ápice da festa é certamente a procissão pelas ruas da cidade, momento em que os fiéis podem pedir as bênçãos de Jesus Eucarístico para suas casas e famílias e onde os fiéis podem manifestar seus sentimentos diante do Cristo que caminha no meio do Povo. Ainda é possível encontrar cristãos que enfeitam suas casas com altares ornamentados para saudar o Santíssimo, que passa por aquela rua.

A Igreja celebra Corpus Christi como festa de contemplação, adoração e exaltação, onde os fiéis se unem  em torno da herança mais preciosa deixada por Cristo, o Sacramento da sua própria presença. Os católicos têm convicção absoluta da presença de Cristo na Eucaristia. Jesus está verdadeiramente presente, de dia e de noite, em todos os Sacrários do mundo inteiro. Portanto ao aproximarmo-nos do Santo Sacrário, tenhamos a confiança de dizer "Meu Senhor e meu Deus", certos de que Ele está ali, Vivo, Real e Verdadeiro a ouvir nossas preces e a contemplar a nossa fé. E esta fé, é uma formidável bem-aventurança que recebemos de Jesus.

3 comentários:

Cleidemir Gonçalves Santos disse...

Somente uma deixa de complementação, para o raciocínio elaborado, quanto a fé que nos move. Cristo ao dizer: -O que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Realmente diz em sentido literal da sobre-vivência, pois, em tradições diversas num dado de fé, sempre foi desde o principio da humanidade crido por todos que ao se alimentar de algo, fazemos parte daquilo que comemos, bem como o que foi por nos alimentado faz parte de nós.
Na tradição canibal, diferente do que os filmes nos apresenta, onde os canibais se alimentavam de qualquer ser humano, um enorme equivoco, pois somente servia de alimento para eles os melhores e mais fortes guerreiros que se entregavam ao sacrifício por amor a sua tribo, pois acreditava-se que todos teriam a habilidade do guerreiro ao serem alimentados pela sua carne.
Ainda hoje, existem religiões que, afirmam comer certos alimentos para serem mais cheios de vitalidade, é o caso da quem crê na alimentação viva ou germinada. E muitos afirmam não comerem carne porque assim comerão o morte, sendo que a carne, antes de ser preparada morre.
Tao logo, Cristo sendo um só Deus, com o Pai e o Espírito Santo, ao conhecer todas as coisas, e sabendo disso, afirmou que ao comer sua carne e beber seu sangue, dado a nós pelo seu sacrifício, faremos parte dele, e Ele sobrevivendo, vencendo a morte, nós todos sobrevivemos e vencemos a morte.

Blog do Canteli disse...

Boa reflexão, parabéns e obrigado Cleidemir.

Geraldo Flávio de Araújo disse...

Olá! Salve Maria!
Muito bom seu Blog Canteli, parabéns mesmo, que Jesus continue te abençãondo cada vez mais e que vc possa continuar publicando e nos presentiando com com colocações essenciais prá nossa caminhada rumo ao céu. Já tem para o mês de Julho? Deixo a vc o meu email e se quiser me add fique a vontade.geraldo-f2011@hotmail.com. Sou da Diocese de Anápolis- Goiás. Atualmente estou me preparando para diácono. Um abraço fraterno. Sucesso a você.