domingo, 31 de dezembro de 2017

Oração da Sagrada Família

O último domingo do ano, Solenidade da Sagrada Família, nos traz na Oração da Coleta (Oração do Dia), a Família de Nazaré como exemplo de virtude e de amor para os nossos lares.
Para que a nossa família esteja sempre unida pelos laços do amor devemos imitar as virtudes de Jesus, Maria e José.

Oremos:
Ó Deus de bondade, que nos destes a Sagrada Família como exemplo, concedei-nos imitar em nossos lares as suas virtudes para que, unidos pelos laços do amor, possamos chegar um dia às alegrias da vossa casa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Pe. Marcio Canteli

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Oração do Natal

Na Missa Solene da Noite de Natal a Oração da Coleta (Oração do Dia) nos lembra que a luz, que é Jesus, deve brilhar não somente em nossos corações, mas em todas as nossas ações.
Que a luz da Fé em Cristo brilhe em nosso interior e, principalmente, em nosso exterior.

Oremos:
Ó Deus onipotente, agora que a nova luz do vosso Verbo Encarnado invade o nosso coração, fazei que manifestemos em nossas ações o que brilha pela fé em nossas mentes. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Pe. Marcio Canteli

#Expressões: O Ano da Mudança: 2018 ou 2017?


Claro que em 2018 muitas mudanças acontecerão na minha vida. A partir de 02 de janeiro parto para uma nova paróquia, nova cidade, novos desafios.
Mas na verdade foi 2017 o ano de muitas e profundas mudanças na minha vida.
Só quem viveu uma experiência de grande decepção vai entender tudo o que eu passei nesse ultimo ano aqui em Nazaré Paulista.
Essa decepção me mudou muito. Infelizmente me fez perder o que eu mais estimava: que é o amor e a dedicação em fazer o melhor para o povo de Deus. Perdi a vontade de dar o melhor de mim. A situação foi tão crítica que chegaram a dizer que eu estava com depressão.
Todos perceberam que só recuperei o entusiasmo sacerdotal com a notícia que meu pedido de renúncia da Paróquia foi atendido pela Diocese. Vou para Pinhalzinho com o entusiasmo totalmente recuperado.
Essa experiência de decepção me fez mudar minha relação com os amigos, só que para muito melhor. É nesses momentos difíceis que você percebe quem são seus verdadeiros amigos. Aproximei-me mais dos meus amigos e não tive mais vergonha ou receio de demonstrar meu amor por eles.
Reconheço que ainda preciso crescer mais nesse tipo de relacionamento, mas percebi, neste ano, uma grande mudança no campo das amizades em relação ao que era antes.
Só quem perdeu um membro tão próximo da família sabe o quanto de mudança isso causa em nossa vida. O falecimento do meu pai no meio do ano me mudou muito. Aproximei-me mais da minha família e aprendi que temos que valorizar cada minuto do nosso existir, pois a vida é curta.
Minha mãe mudou, minha irmã mudou, minha casa esta mudando muito. E as lições que meu pai deixou continuam me mudando para melhor.
Todas essas experiências de 2017 eu considero como uma casa que desmoronou, mas que preparou um alicerce mais forte para as coisas novas que 2018 me reserva.
Que venham novos amigos, que venham novos paroquianos, que venha nova casa, que venha nova cidade, que venham novas mudanças, que venha um novo Padre, que venha um novo Marcio, que venha um novo Canteli, que venha um novo ano.
2018, você nem chegou, mas eu já te amo.

Isso é o que eu penso Pe. Marcio Canteli

domingo, 24 de dezembro de 2017

Oração do 4º Domingo do Advento

A Oração da Coleta (Oração do Dia) deste último domingo do Advento é a mesma que rezamos no Angelus e nos lembra que a glória da Ressurreição começou pela mensagem do Anjo.
Todos os eventos estão interligados: somente chegamos à gloria da Ressurreição pela Paixão e pela Cruz, estas só foram possíveis devido a Encarnação, que por sua vez só se tornou realidade mediante o envio do Anjo à Maria.
Tudo isso é obra de Deus que sempre derrama sua graça em nossos corações.

Oremos:
Derramai, ó Deus, a vossa graça em nossos corações para que, conhecendo pela mensagem do Anjo a encarnação do vosso Filho, cheguemos, por sua paixão e cruz, à glória da ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Pe. Marcio Canteli

sábado, 23 de dezembro de 2017

Carta de Despedida de Nazaré Paulista


Estou deixando a Paróquia Nossa Senhora de Nazaré na cidade de Nazaré Paulista muito contente com o trabalho que realizei ao longo de 4 anos e 4 meses como padre desta porção do Povo de Deus.
O motivo da minha renúncia, porém foi a grande decepção que tive com o povo dessa cidade.
Desde o primeiro dia em que cheguei aqui, 11 de setembro de 2013, procurei dar o melhor de mim, a cada dia, para o bem dessa comunidade paroquial. Cada palavra, cada gesto, cada orientação, cada “sim”, cada “não”, etc. sempre foi pensando no melhor para esse povo e nunca (Deus sabe disso) visando o meu bem.
Toda essa dedicação rendeu bons frutos como a formação do grupo de coroinhas e acólitos, nunca antes na história desta paróquia houve um padre que se preocupou tanto com a evangelização das crianças e adolescentes; dando a eles oportunidade de servir a Deus.
Lembro também do bonito trabalho junto à juventude como a criação do Grupo de Oração Maria de Nazaré, conduzindo, sobretudo, por jovens e a formação da Pastoral da Juventude JUMBEC, que, através da Educafro, cuida da educação e da inclusão dos nossos jovens no mundo universitário, entre tantas outras ações que essa linda juventude realiza pelo bem da comunidade.
Com a minha chegada a Nazaré houve um considerável aumento na colaboração dos dizimistas, o que nos proporcionou significativas melhorias na estrutura paroquial, como o acabamento da Casa Betânia, que até então não era usada, a troca do sistema de som da igreja, a restauração do relógio da torre, a troca do sistema elétrico do Salão Paroquial, a troca do carro da paróquia, etc.
Sempre me preocupei com a formação catequética, litúrgica e doutrinal dos meus paroquianos por isso ministrei bons momentos formativos na matriz e nas comunidades para as equipes de liturgia, de músicos, de coroinhas, de acólitos, de ministros, de catequistas, de leitores, etc.
Organizamos a catequese com a eleição de uma coordenadora. Adequamos o calendário das atividades de acordo com o calendário litúrgico deixando a Primeira Eucaristia na Páscoa e a Crisma mais próxima da festa de Pentecostes. Além de dar a oportunidade dos adultos receberem os sacramentos da iniciação cristã, por meio da Catequese de Adultos.
A espiritualidade não ficou de lado. De forma singela, sempre preparei bem as homilias e as celebrações litúrgicas, como as novenas. Ao contrario do que dizem, sempre respeitei as tradições religiosas dessa cidade. Aprendi a gostar da Festa do Divino ao ver a bonita manifestação de fé desse povo, apesar de nunca entender a realização de uma alvorada à noite (WTF !!!???).
Quem não come pastel, não vai pro céu” esse slogan realmente caiu na boca do povo a partir do momento em que eu tirei as teias de aranhas da cantina, que estava a muito tempo fechada e a coloquei para funcionar semanalmente.
Na medida do possível sempre atendi bem as comunidades da paróquia nunca faltando às missas e instituindo novos coordenadores por meio de eleição bianual. A confraternização após as missas foi importante para a aproximação do padre com o seu povo, mesmo que isso tenha me custado a fama de comilão.
Também devo reconhecer alguns fracassos que tive ao longo do caminho, como a tentativa frustrada de implantar a Pastoral Familiar e muitos desentendimentos com algumas pessoas devido incompreensões de ambas as partes e também pela minha falta de experiência sacerdotal e administrativa.
Ainda sou uma pessoa muito tímida e isso me impediu de fazer mais amizades e de me aproximar da vida cotidiana dos meus paroquianos. Até hoje alguns me consideram antipático e “com cara de poucos amigos”. Foram poucos os que entenderam que “quem vê cara, não vê coração” e descobriram em mim uma pessoa calma, correta e até brincalhona.
A cada manhã eu levantava procurando dar o melhor de mim para o bem desta comunidade e o que eu recebi em troca foram poucos apoios e muitas incompreensões e críticas. Tudo isso me levou a muita reflexão e oração que culminou no pedido de renúncia da paróquia junto ao bispo diocesano.
Desde o começo desse ano de 2017 fui percebendo que todo o meu esforço para fazer o melhor para essa paróquia estava sendo em vão. A minha decepção com esse povo surgiu quando percebi que era criticado exatamente naquilo que eu fazia de melhor para essa comunidade, como a nova casa paroquial e a criação da paróquia Santa Rita.
Como dizem: “o povo daqui é assim mesmo”, ou seja, eles não mudarão, mas eu posso mudar. Cansei de “dar murros em ponta de faca” quero seguir minha vocação em outro lugar. Existe mais de 60 outras paróquias em nossa Diocese onde o povo vai acolher o meu trabalho e não vai ficar falando tão mal de mim pelas costas como o povo daqui. “O padre ferido pela língua do seu povo” esse é o resumo do meu ano de 2017.
Espero que vocês reconheçam que a forma como o povo dessa cidade acolhe o padre deve ser mudada. O povo precisa caminhar mais junto com o seu pastor. E não ficar só olhando de fora e “metendo a boca” no coitado que quer fazer um bom trabalho.
Resumindo, e que isso fique muito claro: eu sou só mais um padre que vai embora por causa desse povo. Eu sei que sou um bom padre e quero uma nova oportunidade em outra paróquia para mostrar isso. Outros padres que também foram embora daqui decepcionados com esse povo, hoje são excelentes sacerdotes e desempenham um bom trabalho em suas paróquias. Pretendo seguir o exemplo deles e comprovar que o problema não está em mim.
Desculpe essa minha sinceridade. Sei que o povo de Nazaré vai fazer questão de não entender nada do que eu disse, distorcer e ainda usar essas minhas palavras contra a minha pessoa (o povo daqui é assim mesmo). Mas faço questão de deixar essas palavras registradas para que o tempo comprove quem está com a razão.
Espero que as boas sementes que aqui plantei dêem bons frutos e que “os lobos em pele de cordeiro” morram de fome.
Acredito que tenho a capacidade de resiliência e pretendo tirar grandes lições dessas experiências ruins que tive com o povo de Nazaré. Tudo isso não me fez desanimar no ministério, muito pelo contrário, vou sair daqui mais fortalecido e com grandes esperanças de ser um bom padre no futuro, que começa a partir de agora nos primeiros dias de 2018.

Padre Marcio Canteli

Nazaré Paulista, dezembro de 2017.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

#Expressões: o diferentão


“Os opostos se atraem” diz o velho ditado que, para mim, faz muito sentido.
Aquele que é igual pode até pode me ajudar, mas dou valor mesmo para aquele que é diferente de mim.
Se todo mundo pensasse e agisse da mesma forma, esse mundo seria muito chato e pobre.
Acredito que Deus criou esse mundo tão plural e diverso para nos enriquecer. Para percebermos que o outro tem muito a nos oferecer.
Valorizar as diferenças e aprender com o outro, esse é o meu lema de vida.

Isso é o que eu penso Pe. Marcio Canteli

domingo, 17 de dezembro de 2017

Oração do 3º Domingo do Advento

Neste 3º Domingo do Advento a Oração da Coleta (Oração do Dia) nos lembra que a Solene Liturgia deve ser sempre celebrada com intenso júbilo, pois ela nos faz chegar às alegrias da Salvação.
Que a espera fervorosa do Natal do Senhor nos leve a celebrar a Salvação, sempre com intensa alegria na Liturgia.
Vale a pena esperar. Vale a pena celebrar.

Oremos:
Ó Deus de bondade, que vedes o vosso povo esperando fervoroso o natal do Senhor, dai chegarmos às alegrias da Salvação e celebrá-las sempre com intenso júbilo na solene liturgia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Pe. Marcio Canteli

domingo, 10 de dezembro de 2017

Oração do 2º Domingo do Advento

A Oração da Coleta (Oração do Dia) neste 2º Domingo do Advento nos lembra que somente agindo pela Sabedoria Divina as nossas atividades terrenas não nos impedirão de ir ao encontro de Cristo.
Que durante essa semana possamos aprender que a plenitude da vida consiste em regular nossas atividades neste mundo de acordo com a Sabedoria que vem de Deus.
Que Ele aja com misericórdia quando nossas atividades nos afastarem de Cristo.

Oremos:
Ó Deus todo-poderoso e cheio de misericórdia, nós vos pedimos que nenhuma atividade terrena nos impeça de correr ao encontro do vosso Filho, mas, instruídos pela vossa sabedoria, participemos da plenitude de sua vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Pe. Marcio Canteli

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

#Expressões: Abaixo à Rede Globo


Recentemente tenho visto um forte movimento de rejeição à Rede Globo de televisão.
Não vou discutir se esse grupo de comunicação é opressor, ou manipulador, ou degrada os valores morais, éticos e religiosos, etc.
Apesar do titulo desta postagem, não vou me manifestar contra ou a favor. Deixo esse julgamento para os outros.
O que pretendo refletir aqui é sobre o poder influenciador da televisão hoje em dia.
Os índices de audiência são cada vez mais baixos.
Antigamente quando a maioria maciça da população brasileira só tinha a Rede Globo como fonte de formação e informação, acredito poderíamos questionar seu poder manipulador.
Não estou negando sua influencia na sociedade brasileira, mas o que estou percebendo é um grande grito de indignação contra algo que é só mais um instrumento de comunicação no meio de uma multidão.
Por exemplo, muitos dizem: “as novelas da Globo estão deturpando nossos jovens”. Agora eu pergunto: nossos jovens assistem novela da Globo?
Quem assiste somente televisão hoje em dia?
È verdade que a Globo ainda é líder de audiência, mas em comparação com o passado a audiência diminuiu drasticamente. As outras emissoras então, coitadas, “dão traço no Ibope”.
Não há como negar que o maior meio de comunicação, hoje em dia, é a internet.
Até mesmo as gerações mais antigas possuem Facebook e aprenderam a “mexer no Whatsapp”. Eu mesmo já aderi ao Youtube e a Netflix a algum tempo. E mesmo aqueles que insistem na televisão, assinam os canais pagos, pois tem conteúdo melhor.
Ou seja, pra mim, o discurso “abaixo à Rede Globo” é o mesmo que “bater em cachorro morto”. Desculpe os anti-Globais, mas se vocês querem discutir sobre quem está influenciando a opinião das pessoas hoje em dia, vocês devem elevar esse debate para outro nível.
Quando quiser falar sobre o bem e os males da internet, eu faço questão de dar a minha contribuição.
Enquanto isso, podem endeusar ou endemoniar a Rede Globo à vontade. Eu, como boa parte da população, já transformamos a televisão, a muito tempo, em peça de museu. (na verdade só uso a TV para jogar vídeo game, assistir dvd e conectar à internet). E viva a internet.

Isso é o que eu penso Pe. Marcio Canteli

domingo, 3 de dezembro de 2017

Oração do 1º Domingo do Advento

A Oração da Coleta (Oração do Dia) deste 1º Domingo do Advento nos lembra que possuir o Reino Celeste deve ser o nosso desejo mais ardente.
E que as nossas boas obras é quem nos leva ao encontro do Cristo e nos reúne na comunidade dos justos.
Que durante essa semana possamos tomar consciência que uma comunidade de justos somente é possível se cada um praticar boas obras. Assim vamos possuir o Reino e encontrar o Cristo.
Ele vem ao nosso encontro.
Que o desejo de possuir o Reino nunca pare de arder em nossos corações.

Oremos:
Ó Deus todo-poderoso, concedei a vossos fiéis o ardente desejo de possuir o reino celeste, para que, acorrendo com as nossas boas obras ao encontro do Cristo que vem, sejamos reunidos à sua direita na comunidade dos justos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém.

Pe. Marcio Canteli